FANDOM


Carregando...EsqueléticoRejuvenescidoFigura SombriaSliske em O Despertar do Mundo"Divindade"
Sliske cabeça
SliskeMembros
Sliske
Um poderoso necromante e seguidor de Zaros
Inglês Sliske
Lançamento 14 de setembro de 2011
Raça Mahjarrat
Gênero Masculino
Vende Não
De Missão Ritual do Mahjarrat
Localização Sítio do Ritual
Sliske (rejuvenescido) cabeça
SliskeMembros
Sliske 1
Um poderoso necromante e seguidor de Zaros
Inglês Sliske
Lançamento 14 de setembro de 2011
Raça Mahjarrat
Gênero Masculino
Vende Não
De Missão Ritual do Mahjarrat
Localização Sítio do Ritual
Sliske (figura sombria) cabeça
SliskeMembros
Sliske 2
Isto está bloqueando o túnel
Inglês Sliske
Lançamento 18 de fevereiro de 2013 (Atualização)
Raça Mahjarrat
Gênero Masculino
Vende Não
De Missão O Despertar do Mundo
Localização Varia
Face de Sliske
SliskeMembros
Sliske 3
Um poderoso necromante e seguidor de Zaros
Inglês Sliske
Lançamento 4 de março de 2013 (Atualização)
Raça Mahjarrat
Gênero Masculino
Vende Não
De Missão O Despertar do Mundo
Localização Varia
Face de Sliske
Sliske
Sliske 4
Gênero Masculino
Ideais Sombras, Trevas, Manipulação
Lançamento Sem informação
Raça Mahjarrat
De Missão? Não
Cores Verde, púrpura
Adjetivo Sliskeano
Símbolo Símbolo de Sliske
Classe Desconhecido

Sliske é um Mahjarrat que supostamente alcançou o status de divindade. Ele controla os Irmãos das Catacumbas e mostra-se um indivíduo traidor, mentiroso, manipulador e desprezível. Sliske matou Guthix usando o Cajado de Armadyl, após enganar todas as outras facções de deuses, incluindo a sua própria (do deus Zaros) e o jogador.

Sliske também é responsável por iniciar a carnificina dos deuses com sua competição, prometendo dar a Pedra de Jas ao vencedor. Ele mantém um Dragonkin sob sua custódia.

História

Chegada a Guilenor

Sliske, assim como muitos outros Mahjarrats, foi levado de Freneskae até Guilenor na Segunda Era pelo deus dos mortos, Icthlarin, como um esforço para impedir que Zaros invadisse suas terras. Os Mahjarrat serviram fielmente ao Panteão Menaphita, embora Sliske se destacasse por sua maneira diferente de lidar com os inimigos. Sliske era referenciado como alguém que lutava com imenso prazer, transformando os inimigos em escravos zumbis após a morte dos mesmos.

Tal fato desagradou Icthlarin. Depois que as forças Zarosianas foram expulsas do Deserto Kharidiano, Icthlarin solicitou que Sliske interrompesse aquele espetáculo sombrio, mas o Mahjarrat recusou, fazendo Icthlarin tomar seus zumbis pela força. É implícito, mas incerto pela falta de informações, que Sliske tramou uma vingança, fazendo algo a Amascut, irmã de Icthlarin.

Enquanto isso, os exércitos de Zaros voltavam para Forinthy após uma derrota que parecia improvável. O Lorde Vazio logo entendeu o problema e negociou com os Mahjarrats a entrada em seu grupo, mediante o pagamento de uma recompensa. Os Mahjarrats aceitaram e não se arrependeram: logo tinham mais liberdade e possibilidade de combate. Sliske foi o primeiro Mahjarrat a unir-se a Zaros, e um dos mais devotados combatentes.

Na queda de Zaros, Sliske não foi visto. É dito que ele estava "em outro lugar". Ele passou a esconder-se com o advento do Extermínio Zarosiano, embora isto não significa que ele não tenha participado da Guerra dos Deuses.

Campanha da Moritânia

Após a queda do Lorde Vazio, Zamorak concedeu a um conspirador, Lorde Drakan, o reino de Hallowland como prêmio. Drakan invadiu a nação com um exército de vampiros e dominou-a, extinguindo os Icyene, dando origem à atual Moritânia e transformando em um gueto a cidade de Meiyerditch. Os seres humanos começaram a serem "cultivados" como gado para alimentar os vampiros e nuvens escuras cobriram a região.

Algum tempo depois, a região foi vítima de violentos combates. Desta vez, era Lorde Drakan quem deveria defender o território da Moritânia contra as forças Saradoministas, que consistiam em milhares de mercenários e guerreiros que buscavam reconquistar a região, liderados por seis irmãos.

Sliske Guthan

Sliske, a sombra por trás do tormento de Guthan e seus irmãos

A campanha estava sendo derrotada, mas Sliske surgiu disfarçado e concedeu bastante energia aos irmãos. A campanha avançou até parar em frente a Darkmeyer, a capital. Sliske surgiu novamente diante dos irmãos (Ahrim, Dharok, Guthan, Karil, Torag e Verac. Sliske disse que ele concedeu poder a eles para que os irmãos pudessem servir ao seu deus, mas que agora era hora de servir ao deus dele.

No dia seguinte os seis irmãos morreram e a campanha terminou, embora fazendo com que Lorde Drakan sofresse um duro golpe. Sliske reanimou os irmãos como zumbis vassalos, e empregou-os na proteção de um artefato Zarosiano que viria a ser útil para libertar Zaros muitos anos depois.

Papel nas Guerras Divinas e libertação de Nex

No auge do Extermínio Zarosiano, o último exército de Zaros, liderado por Nex, era combatido por tropas Saradoministas. Após uma árdua batalha, na qual os guerreiros leais a Saradomin estavam descrentes na vitória, o exército de Zaros incluindo sua monstruosa general puderam ser selados em uma caverna. O próprio Saradomin construiu um templo ao redor do local, para que Nex não escapasse. Durante essa época, Sliske decidiu se esconder. As fortalezas de Zaros caíam uma a uma e até mesmo o seu campeão, Azzanadra, havia sido capturado.

No fim da Guerra dos Deuses, houve o famoso episódio no qual os Aviantese foram emboscados por demônios enquanto levavam uma Espada Divina que pudesse matar Zamorak e desse fim à guerra. As aves tiveram que recuar para o templo, sem saber da finalidade do mesmo. Saradomin e Bandos mandaram reforços para a região, afim de ajudar os seguidores de Armadyl. Porém, logo os três exércitos se voltaram um contra os outros, e a batalha generalizou-se.

Sliske, aproveitando-se da situação, disfarçou-se de um seguidor de Guthix e apresentou-se a um grupo de Saradoministas, manipulando-os para fazer um ritual que supostamente libertaria o deus do equilíbrio e acabaria com a guerra. Os Saradoministas converteram-se e realizaram o ritual. O que eles não sabiam era que o ritual não só não acordava Guthix, como quebrava o selo de Saradomin e abria a prisão de Nex. Sliske fugiu, tendo cumprido seu trabalho, enquanto os Zarosianos causavam perdas incalculáveis entre os outros exércitos.

Os exércitos de Zamorak, Saradomin, Bandos e Armadyl eventualmente tiveram que se aliar temporariamente frente a essa nova ameaça, e após uma árdua batalha novamente selaram Nex. A chave que possibilitava a entrada na prisão foi quebrada em quatro pedaços. Tudo isto foi realizado sem o conhecimento de Sliske.

O Décimo Oitavo Ritual Mahjarrat

Atenção: Os eventos a seguir ocorrem durante Missões Ritual do Mahjarrat

Sliske chegou no local do Ritual um pouco depois de Lucien. Ele revelou-se ao jogador como a pessoa que tinha criado o tormento dos Irmãos das Catacumbas. Mesmo assim, ele ajudou a combater Lucien, ajudando a derrotar Demônios de Gelo que o deus tinha convocado.

Sliske ROTM

Sliske convocando os Irmãos das Catacumbas para atacar Zemouregal

Quando o Ritual começou, Sliske concordou com o sacrifício de Jhallan por ele ser o mais fraco dos Mahjarrats. Entretanto, Wahisietel queria que ao contrário, Lucien fosse sacrificado, por representar um perigo para toda Guilenor. Tal fato resultou em uma batalha entre Mahjarrats Zarosianos e Zamorakianos. Sliske lutou contra Zemouregal utilizando os Irmãos das Catacumbas para vencerem os zumbis. Zemouregal, então, convocou Arrav, mas o jogador desfez a maldição, involuntariamente ajudando Sliske.

Obrigado a atuar na defensiva frente aos vários ataques de Arrav e Azzanadra, Zemouregal pediu a ajuda a Lucien, que ignorou-o. Vendo isso, Zemouregal apoiou a tese de Wahisietel e logo fez todos os Mahjarrats atacarem o deus, na esperança de matá-lo. Entretanto, o sacrificado foi Jhallan. Azzanadra, disposto a acabar com o poder de Lucien, convocou o poder de Zaros, enfraquecendo-o.

Sem outra alternativa, Lucien tentou valer-se da Pedra de Jas, mas despertou a ira de três Dragonkin que decidiram matar o "falso usuário". Após uma rápida mas encarniçada batalha, Lucien foi morto, e a maioria dos Mahjarrat se teleportou com medo daquelas criaturas, a exceção de Sliske e Wahisietel.

Sliske decidiu usar o jogador como um sétimo lacaio e tentou impor-lhe uma maldição. No entanto, Akrisae pulou na frente do aventureiro, recebendo a maldição em seu lugar. Vendo isso, Sliske teleportou-se para longe com sua nova criatura.

Caçada aos Dragonkin

Após o ritual, Sliske caçou o trio Dragonkin, em especial um deles, Strisath, que protegia o Cajado de Armadyl. Sliske montou uma armadilha para ele no Reino das Sombras, e capturou-o, conseguindo o cajado. Sliske consertou a relíquia, assim tendo muito mais poder e pronto para agir contra os Deuses apenas por diversão. Strisath foi transformado em seu prisioneiro.

Assassinato de Guthix

Atenção: Os seguintes eventos ocorrem durante Missões O Despertar do Mundo

Ao longo dos meses seguintes, Sliske disfarçou-se como uma figura sombria para fazer um reconhecimento de novas terras seguir o jogador. Após algum tempo, um arqueólogo do Museu de Varrock, Orlando Smith, descobriu um templo Guthixiano em Kandarin. Rapidamente, Sliske concebeu a ideia de que o próprio Guthix poderia estar lá, e pensou em uma forma de quebrar seus Editais. Outros Mahjarrats Zarosianos decidiram encontrar Guthix para negociar o retorno de Zaros. Embora Wahisietel alertasse para a manipulação e maldade presentes em Sliske, Azzanadra decidiu confiar nele.

Depois da morte de Orlando Smith por três Autômatos que eram parte dos sistema de segurança do templo, a figura sombria revelou ser Sliske, explicando que os Autômatos queriam atacar Mahjarrats. Sliske diz que ele e os outros Mahjarrats Zarosianos pretendiam negociar o retorno de Zaros - e não matá-lo, como pretendiam os seguidores dos outros deuses. Sliske previu que outras criaturas invadiriam o lugar na esperança de matar o deus do equilíbrio. Sliske aconselhou o aventureiro a ficar com os Zarosianos, fingindo uma aliança com os Guthixistas para alcançar o deus primeiro. Sliske também ressaltou que, apesar de tudo, ele não deve ser confiável.

Depois, foi realizada uma visita a uma cratera onde estava uma espada que Guthix usou para criar seus editais. Logo, o alarme faz com que as outras facções descubram o reduto de Guthix e partam para assassiná-lo. Sliske, após voltar à caverna com o aventureiro, aconselhou ele a não morrer, enquanto ele próprio ia para a Masmorra da Guerra dos Deuses libertar Nex.

Guthix morte

Sliske mata Guthix usando o Cajado de Armadyl

Uma batalha entre os generais dos deuses rompeu quando o aventureiro foi capaz de chegar até Guthix. O guardião Cres foi morto pelas tropas Saradoministas, que pensavam que ele era Guthix. Nesse ponto, os Mahjarrats Zarosianos (a exceção de Sliske) surgiram e começaram uma tensa discussão. Com todos distraídos, Sliske teleportou-se para perto de Guthix e matou-o com o Cajado de Armadyl, mostrando sua traição perante a sua facção e ao aventureiro.

É desconhecido se Sliske tornou-se um deus ou não, esta é uma informação que diverge opiniões.

Grande Ascensão de Sliske

Atenção: Os eventos a seguir ocorrem durante Missões Desaparecido, Morte Presumida

Após matar Guthix, Sliske utilizou o Cajado de Armadyl e logo pôde descobrir onde estava a Pedra de Jas. Ele afirma tê-la roubada, mas até agora não é possível saber se isto é verdade ou se não passa de uma farsa.

Sliske capturou uma citadela nos céus pertencente a Armadyl. Lá, ele instalou-se com seus zumbis, organizando um evento que aparentemente iria anunciar aos deuses a sua "grande ascendência" ao status de divindade.

Sliske Ascension

Ascensão de Sliske

O vilão começou a convidar todos os deuses para assistir ao evento. Zamorak, Armadyl, Bandos, Saradomin e Brassica Prime compareceram, enquanto que Marimbo por um motivo desconhecido não esteve presente e Zaros marcou sua presença com uma aura roxa. Guthix naturalmente não pôde comparecer por ter sido morto por Sliske, sendo convidado apenas simbolicamente. Todos os presentes tiveram suas próprias causas para ir, algumas sendo criadas pelo "novo deus" para que ninguém faltasse à cerimônia. Sliske queria que Seren também estivesse presente, mas ela aparentemente se autodestruiu na Guerra dos Deuses.

Querendo que seu grande inimigo, Icthlarin, também estivesse lá, Sliske sequestrou Harold Morte, obstruindo a passagem das almas para o submundo. Icthlarin foi investigar e o aventureiro juntou-se a ele. Logo, Sliske atacou e deixou um convite. Os dois, sabendo que aquilo era uma armadilha, resolveram resgatar Harold. Icthlarin entrou na sala dos tronos enquanto o jogador procurava por Harold Morte.

Icthlarin logo envolveu-se em uma discussão com Saradomin, Zamorak, Armadyl e Bandos. O aventureiro resolvia vários quebra cabeças enquanto isso, e ao invés da Morte encontrou apenas outro convite. Logo, Sliske apareceu aos deuses, apresentando Harold e Strisath em gaiolas. Ele revelou que o evento era apenas uma farsa para mostrar sua ideia: uma competição, na qual o deus que conseguisse matar o maior número de colegas até o próximo eclipse solar obteria a Pedra de Jas. Os deuses ficaram surpresos com tal concurso, enquanto Sliske permitiu que o aventureiro libertasse Harold, soltasse Strisath e teleportasse para o Reino das Sombras.

Liberto, Strisath começou a disparar fogo na direção de todos. Os deuses teletransportaram-se também, e Harold Morte salvou o jogador e Icthlarin. Strisath destruiu uma parte da cidadela e foi embora também. Brassica Prime, alheia a todos os acontecimentos, foi a única que continuou na sala do trono.

Retorno de Zaros e Excomungação de Sliske

Invasão de Zamorak ao seu covil

Cerco ao Nômade

Placar dos Deuses

Batalha pelo Coração de Guilenor

Abrindo portais para o Reino das Sombras

Sequestros

Morte de Mah

"Morte" de Sliske

Características

Sliske Assassino

Sliske sorrindo para o jogador após matar Guthix

Sliske é extremamente astuto, também tendo o dom da manipulação e sendo capaz de criar complicados planos com objetivos próprios. Ele também é desonesto em tudo o que faz, querendo promover a desgraça e morte entre seus inimigos antes de convertê-los em nefastos zumbis sem vontade própria.

Sliske não parece ser muito poderoso atualmente, embora talvez ele apenas não quisesse mostrar o seu poder e preferisse a manipulação a isso. Deve-se atentar ao fato que ele deu origem à situação dos Irmãos das Catacumbas, e era um hábil lutador enquanto ao serviço de Zaros e Icthlarin, atualmente seu pior inimigo.

Relacionamentos

Curiosidades

  • Sliske compartilha algumas semelhanças com o deus nórdico e vilão da Marvel Comics Loki, como a cor de representação e a inclinação à trapaça e manipulação.
  • Em Missões Desaparecido, Morte Presumida, quando se examina Sliske, é implícito que ele não segue mais Zaros, apesar de estar usando o símbolo zarosiano em suas luvas.
  • Sliske é o quarto mortal conhecido a matar ou derrotar um deus, sendo a primeira Tuska (tendo derrotado Saradomin), o segundo Guthix (tendo matado Skargaroth) e o terceiro Zamorak (tendo absorvido o poder de Zaros).
  • A partir de um diálogo em O Destino dos Deuses, Sliske revela que ele não é um deus e nem pretende ser um, embora afirme que seu poder é igual ao do Guardião do Mundo.