FANDOM


Carregando

Disfarçado Mahjarrat Rejuvenescido
























Lucien disfarçado cabeça
LucienP2P ícone
Lucien disfarçado
Inglês Lucien
Lançamento 17 de junho de 2002
Raça Desconhecida (secretamente Mahjarrat)
Género Masculino
Vende Não
de Missão? O Templo de Ikov
Localização Bar de Ardonha e na casa perto do Rio Lum
175px 175px
Lucien cabeça
LucienP2P ícone
Lucien
Um Mahjarrat com um poder incompreensível.
Inglês Lucien
Lançamento 26 de novembro de 2008 (Atualização)
Nível de Estilos de combate 750
Raça Mahjarrat
Género Masculino
Vende No
de Missão? Enquanto Guthix Dorme - Ritual do Mahjarrat
Localização Várias
Lucien rejuvenescido cabeça
LucienP2P ícone
Lucien rejuvenescido
Um Mahjarrat com um poder incompreensível.
O meu oficial de comando, entre muitas outras coisas.
(durante Nadir)'
Inglês Lucien
Lançamento 14 de setembro de 2011 (Atualização)
Nível de Estilos de combate 800
Raça Mahjarrat
Género Masculino
Vende Não
de Missão? Ritual do Mahjarrat, Nadir
Localização Sítio do Ritual
























Lucien, o Senhor das Milhares de Maldições, é um Mahjarrat extremamente poderoso. Ele chegou a Guielinor durante a Segunda Era com o resto da sua família vindos de Freneskae, uma terra de guerra constante, após o começo da histórica Guerra dos Deuses. Após o exílio de Zamorak, Lucien tornou-se bastante fraco, mas lentamente começou a recuperar a sua força. Ele está a regenerar todo o seu poder e em mostrará que está planejando ameçar a autoridade de Zamorak ao posicionar-se como o indiscutível Senhor dos Mahjarrat, provavelmente usando a Pedra de Jas e o Cajado de Armadyl para conseguir controlar as bases da vida de Guilenor.

Lucien é o antagonista de diversas missões extremamente importantes para o desenvolvimento da história de Guilenor, tendo sido caracterizado pela Jagex como "o vilão mais perverso de RuneScape".

HistóriaEditar

Chegada a GuilenorEditar

Assim como os outros Mahjarrats que habitam Guilenor, Lucien foi levado até RuneScape na Segunda Era por Icthlarin, para servir em suas fileiras para conter a invasão do exército Zarosiano.

Zaros não pôde continuar sua invasão e foi obrigado a recuar, terminando o conflito. No entanto, logo começou um racha entre Sliske, um dos Mahjarrats, e Icthlarin. Zaros logo mostrou aos Mahjarrats que eles seriam tratados de uma maneira melhor e teriam mais liberdade caso se juntassem ao seu exército, o que acabou acontecendo.

Com aquela raça de guerreiros à sua disposição, Zaros construiu o maior império que Guilenor jamais viu.

Traindo ZarosEditar

Logo, um Mahjarrat faminto por poder, Zamorak, começou a tramar uma conspiração para derrubar Zaros e empossá-lo como sucessor de seu império. A conspiração ganhou vários adeptos, entre eles Lucien. Por fim, o plano deu certo graças a um capricho do destino, e Zaros desapareceu, enquanto Zamorak alcançava o status de divindade. Zaros amaldiçoou a todos que haviam ajudado Zamorak. Lucien não foi afetado por ter um alto conhecimento mágico.

Após a morte de Zaros, os Deuses, alarmados, baniram Zamorak de Guilenor por ter "matado" um deles, e muitos de seus vassalos, como Lucien, tiveram de esconder-se até o retorno triunfante e mortífero do agora Deus do Caos.

Guerra dos DeusesEditar

Logo, Zamorak retornou com um exército avassalador. Ele declarou guerra a Saradomin e começou a Guerra dos Deuses, que arrastou vários outras Divindades para o conflito. Pouco se sabe sobre o papel de Lucien nas guerras, mas é muito provável que ele tenha ajudado Zamorak.

Depois que Guthix terminou as guerras com seus Éditos, Lucien trabalhou escondido supostamente para fazer seu mestre retornar a Guilenor. Entretanto, como revelado em Enquanto Guthix Dorme, ele na verdade pretende tornar-se um deus, traindo Zamorak e tornando-se seu sucessor.

Procurando BilrachEditar

Lucien Nadir

Lucien, Zemouregal e Moia durante Nadir

Após o Décimo Sétimo Ritual de Rejuvenescimento, Lucien foi informado por sua filha Moia que alguém estava tentando mover a pedra do Ritual. O Mahjarrat quis logo descobrir quem estava fazendo isso, e por dedução lógica descobriu que o culpado era Bilrach. Ele discutiu isso com Zemouregal e enviou Moia para procurar o Mahjarrat.

Durante quinhentos anos, Lucien ouviu falar pouco e mal de sua filha, até que no ano 168 da Quinta Era, Moia descobriu Kalaboss, o lugar onde ela suspeitava que estava Bilrach. Moia, após aventurar-se em pisos cada vez mais deformados, encontrou Bilrach, tendo sua sanidade perdida. Ela tem um último contato com Lucien, que nunca mais iria encontrar a filha, aparentemente.

O cerco a VarrockEditar

Após dois mil anos de aparente calma, Lucieno descobriu que um objeto extremamente poderoso, o Escudo de Arrav, havia sido quebrado em dois pedaços após uma briga de gangues rivais em Varrock. Tentando apoderar-se do artefato, Lucien juntou um exército de mortos vivos e cercou Varrock no ano 154 da Quinta Era.

O que parecia ser uma vitória consumada mostrou-se uma derrota humilhante: os habitantes de Varrock, usando as runas, derrotaram o exército de Lucien com uma grande rapidez, fazendo com que o ataque fosse esquecido tão rápido quanto foi breve sua duração. Lucien desapareceu após este evento, saindo em busca de outras fontes de energia.

Buscando artefatos divinosEditar

Atenção: Os eventos a seguir ocorrem durante Missão O Templo de Ikov

Lucien Casa

Lucien disfarçado de um homem débil em sua casa

No ano 169 da Quinta Era, Lucien aliou-se a um aventureiro e empregou-o na tarefa de roubar um poderoso artefato divino conhecido como Cajado de Armadyl, que estava em um templo de Ardonha Oriental. O jogador escolheu entregar o cajado a Lucien ou descobrir sua identidade e tentar matá-lo. Entretanto, Lucien conseguiu escapar e recrutou um mago chamado Movario, que conseguiu roubar o cajado com sucesso.

Obtendo a Pedra de JasEditar

Lucien enviou Movario e Darve para procurar o artefato divino conhecido como "Pedra de Jas". Lucien acreditava que poderia se tornar um deus obtendo a pedra. Movario saiu em investigação, acreditando que a pedra estava nas proximidades da masmorra dos Dorgesh-Kaan.

Os eventos a seguir ocorrem durante Missão O defensor de Varrock

Após isso, Lucien tentou aliar-se ao também Mahjarrat e seu primo Zemouregal. Entretanto, o Mahjarrat recusou, afirmando que a Pedra de Jas era um conto de fadas e continuou com plano para atacar Varrock.

Os eventos a seguir ocorrem durante Missão Enquanto Guthix Dorme

Logo, Lucien revelou sua verdadeira forma, a de um Mahjarrat extremamente poderoso. Ele estabeleceu uma ampla rede de espionagem para saber tudo o que se passava ao seu redor, além de contratar mercenários e fazer alianças com várias pessoas importantes, como Lord Daquarius. Além disso, Lucien tinha um verdadeiro exército à sua disposição, supervisionados por um bruxo chamado Dark Squall.

Toda essa movimentação foi descoberta por uma organização druida, a Crux Eqal, que ao verem a dimensão do plano de Lucien, decidiram pará-lo a qualquer custo. O grão vizir da Guilda das Lendas, Radimus Erkle, passou a empregar um aventureiro em uma missão em Karamja, cujo teor não foi revelado. Ao saber da verdade de sua tarefa, o aventureiro e o líder da Crux Eqal, Thaerisk Cemphier, foram atacados por dois assassinos da organização de Lucien. O ataque conseguiu ser repelido, no entanto.

O aventureiro foi enviado para encontrar a base de dados de Movario, e assim que a encontrou pôde descobrir mais dos planos nefastos de Lucien. Ele e seus aliados fizeram contato com Idria, uma das líderes dos Guardiões de Armadyl. Entretanto, os mercenários de Lucien atacaram de surpresa, impondo uma grande derrota aos Guardiões. A Crux Eqal e Idria foram até Faladore, onde Sir Tiffy Cashien permitiu que eles usassem o castelo como uma base de operações. Assim, a Crux Eqal, os Guardiões de Armadyl e os Cavaleiros do Templo, liderados por Akrisae, aliavam-se em prol de matar Lucien.

Os três grupos recrutaram oito heróis para ajudarem-nos. Estes foram Harrallak Menarous, superintendente da Guilda dos Guerreiros, Sloane, mestre da habilidade Força, Ghommal, três mestres de Extermínio (Turael, Mazchna e Duradel), Cyrisus e Hazelmere.

O jogador foi mandado em uma missão para resgatar o assistente de Akrisae, Silif. O aventureiro descobriu a identidade de Dark Squall: Surok Magis. O aventureiro conseguiu fazer com que Surok fosse preso em Faladore e ele próprio se disfarçaria para alcançar Lucien.

Lucien Feitiço

Lucien convocando mortos-vivos

No acampamento do Mahjarrat, o vilão convocou um exército de mortos-vivos e matou Duradel e Sloane com grande facilidade, em seguida fazendo o mesmo com Hazelmere, Cyrisus, Turael e Ghommal. O aventureiro quase foi assassinado, mas conseguiu desviar-se. Após matar seis guerreiros, Lucien teleportou-se para longe com seu exército.

Depois dessa derrota, a aliança enviou o jogador para a caverna das Lágrimas de Guthix, onde Movario estava fazendo uma pesquisa para encontrar a Pedra de Jas. Os dois, após alguma procura, encontraram a Pedra de Jas em um pedestal. O Elemental do Equilíbrio, um guardião convocado por Guthix, surgiu e atacou. Logo após o aventureiro derrotá-lo, o próprio Lucien teleportou-se para a caverna, dizendo que queria usar seu poder para derrubar Zamorak e controlar a vida em Guilenor. Lucien teletransportou-se para longe juntamente com a Pedra de Jas, apesar de Movario avisar que sua pesquisa sobre o artefato não estava completa.

Ficheiro:Lucien Pedra de Jas.jpg

Lucien, afim de eliminar o jogador, convocou também dois Demônios Atormentados, dizendo que ele precisaria derrotar um para se provar ser digno de ser seu seguidor. Com a ajuda de Idria e um impulso nas habilidades graças ao poder da pedra, o aventureiro derrotou as aberrações. Enquanto isso, Movario decidia deixar a organização de Lucien, irritado da forma que ele tratou a Pedra de Jas.

Agora, Lucien tinha dois artefatos divinos. No entanto, a sua posse sobre a Pedra de Jas despertou seus guardiões, os Dragonkin, que a partir de seu castelo começaram a procurar o "falso usuário" da pedra.

O Décimo Oitavo Ritual de RejuvenescimentoEditar

Atenção: Os eventos a seguir ocorrem durante Missão Ritual do Mahjarrat

Lucien foi participar do Décimo Oitavo Ritual de Rejuvescimento Mahjarrat. O aventureiro foi enviado para recuperar a Pedra de Jas, mas acidentalmente fez o alarme disparar, proporcionando que Lucien escapasse. Logo, Sir Tiffy Cashien, Akrisae e Ali, o Sábio, junto com suas tropas, uniram-se ao aventureiro e foram até o local do Ritual. Lá, eles foram emboscados pelo General Khazard, e foi revelado que Ali era um Mahjarrat, Wahisietel. Khazard foi derrotado, e o grupo aproximou-se da pedra do Ritual. Lucien começou a zombar e atacou o grupo.

Idria veio no auxílio deles, e Lucien convocou quatro Titãs de Gelo Aprimorados, enquanto duelava com Wahisietel. Ele também planejava convocar poderosos demônios de gelo conhecidos como Glacors, mas eles haviam sido mortos por Kuradal, a filha de Duradel, que Lucien havia matado.

Com a derrota dos Titãs, Lucien irritou-se e convocou vinte Demônios de Gelo. Logo, Sliske chegou e com seus Irmãos das Catacumbas e zumbis as forças de Lucien foram derrotadas. Enakhra surgiu, e exigiu um voto sobre a escolha de quem deveria ser sacrificado. Lucien disse que como ele era o mais poderoso, ele deveria começar a escolha. Akthanakos e Zemouregal surgiram, pedindo para que um Mahjarrat Zarosiano fosse sacrificado. Azzanadra, Khazard e Hazeel e começou-se uma discussão.

Lucien Ritual

Lucien e os outros Mahjarrats presentes no Ritual

Lucien, entretanto, mandou todos se calarem, dizendo que eles eram fracos e que ele já havia escolhido o sacrificado: Jhallan, que havia escondido-se embaixo da terra para poder ser rejuvenescido sem participar da escolha. Após pegá-lo, Lucien afirma que ele é o mais fraco dos Mahjarrats e que por isso ele deve ser sacrificado.

Wahisietel ataca Lucien, dizendo que ele deve ser sacrificado por representar uma grande ameaça à toda Guilenor. Uma batalha entre os Zarosianos e Zamorakianos começou. Zemouregal, envolvendo-se em uma batalha contra Sliske, acabou sofrendo ao se ver encurralado por Azzanadra e um recém-liberto Arrav. Ele pediu ajuda ao seu primo, mas Lucien, arrogante, ignorou-o. Isto fez Zemouregal convencer os outros Mahjarrats a atacarem seu primo, mas Lucien conseguiu resistir os ataques até o momento do Ritual.

Lucien deixou a batalha e matou Jhallan, causando o rejuvenescimento de todos. Com todo seu poder, Azzanadra usou o poder de Zaros e desferiu dois poderosos golpes em Lucien, enfraquecendo-o. Acuado, o Mahjarrat decidiu recorrer à Pedra de Jas, tocando-a. Felizmente, isto fez com que três Dragonkin fossem convocados, que exigiram que Lucien parasse de usar a pedra. Lucien desafiou-os e logo uma batalha formou-se.

Lucien morre

Sakirth matando Lucien

Inicialmente, Lucien estava na vantagem, derrotando Sithaph. O Mahjarrat ia empalá-lo, mas foi atacado por Strisath, o que obrigou a soltar o Cajado de Armadyl. Lucien conseguiu derrubar Strisath, mas um terceiro Dragonkin, Sakirth, pegou o Cajado de Armadyl e bateu-o na cabeça de Lucien, desorientando-o e quebrando a orbe do artefato divino. Antes que Lucien pudesse fazer qualquer coisa, Sakirth empalou-o. Com um grito de dor, Lucien morreu. Os Dragonkin deram um aviso aos outros e mostraram sua intenção de destruir as cidades de RuneScape, antes de voar para longe.

O corpo de Lucien ficou caído no gelo. Nenhum dos Mahjarrats veio lhe prestar homenagem, nem mesmo seu primo Zemouregal.

CaracterísticasEditar

Lucien é um dos maiores antagonistas de todo o RuneScape. Ele é um Mahjarrat insensível e sedento por poder, com o objetivo de tornar-se uma divindade e substituir seu senhor, Zamorak. Ele não se importa muito com seus aliados. Lucien também era cruel com sua filha, Moia, tratando-a como uma experiência fracassada e constantemente menosprezando-a.

Lucien Concept Art

Arte de Lucien

Com um monte de poder, Lucien era arrogante e achava que nada poderia bloquear seu caminho. Realmente, ele era muito poderoso, mas sua arrogância foi um dos fatores que provocou sua queda. Ao não deixar Movario investigar a Pedra de Jas, Lucien não pôde prever a presença dos Dragonkin. Ao recusar ajudar seu primo, Zemouregal, ante ao ataque de Azzanadra e Arrav, Lucien fez com que todos os Mahjarrat tratassem-no como um inimigo.

Lucien parecia ser extremamente fraco quando foi lançado, em 2002. Entretanto, logo ele mostrou-se um Mahjarrat capaz de conjurar magias extremamente poderosas e criar exércitos capazes de sitiar cidades inteiras. Ele pode ler mentes e tem a habilidade de controlá-las até certo ponto. Lucien também pode mudar de forma e entrar em um estado de hibernação, na qual seus ferimentos poderiam ser reparados. Lucien também tem altos dons de convocação, capaz de convocar Demônios Atormentados. Ele também parece ter algum conhecimento do Reino das Sombras, embora não mais do que Sliske, por exemplo.

CuriosidadesEditar

  • Lucien foi o primeiro Mahjarrat a ser lançado.
  • Durante a missão Missão O Templo de Ikov, Lucien zomba do jogador (caso ele se recuse a ajudá-lo em roubar o Cajado de Armadyl) em dado momento, dizendo que ele é mais fraco do que sua filha. Embora muitos pensaram que isto fosse uma piada, mais tarde foi revelado que Lucien realmente tinha uma filha.
  • Lucien é citado como "o vilão mais perverso de RuneScape" pela Jagex. Com o advento de novos inimigos, como o também Mahjarrat Sliske, pode ser afirmado que Lucien é na verdade o maior vilão da Quinta Era.
  • O nível de combate de Lucien durante Missão Ritual do Mahjarrat era de 750 em sua forma esquelética, e 800 rejuvenescido, tornando-o um dos mais poderosos seres do RuneScape. Após a Evolução do Combate, seu nível foi alterado para 156 antes de ser rejuvenescido e nenhum depois.



Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória