FANDOM


Carregando...Sexta EraSegunda EraKoschei
Kharshai cabeça
KharshaiMembros
Kharshai
Um Mahjarrat poderoso.
Inglês Kharshai
Lançamento 18 de fevereiro de 2013
Raça Mahjarrat
Gênero Masculino
Vende Não
De Missão Filhos de Mah, Distúrbio de Koschei
Localização Abaixo da loja de batalha de Skulgrimen, em Relleka.
Kharshai cabeça
KharshaiMembros
Kharshai segunda era
N/D
Inglês Kharshai
Lançamento 21 de novembro de 20016
Raça Mahjarrat
Gênero Masculino
Vende Não
De Missão Filhos de Mah
Localização Sala do Trono de Zaros
Koschei o imortal cabeça
Koschei, o ImortalMembros
Koschei o imortal
Guerreiro dos Fremmennik.
Inglês Koschei the Deathless
Lançamento 2 de novembro de 2004
Raça Humano(Ocultamente Mahjarrat)
Gênero Masculino
Vende Não
De Missão Desafios Fremmennik, Terror das Profundezas, Distúrbio de Koschei
Localização Abaixo da loja de batalha de Skulgrimen, em Relleka.

Kharshai é atualmente o único Mahjarrat neutro, isto é, que não segue Zamorak nem Zaros. Ele esteve desaparecido por muito tempo, na identidade de Koschei, o Imortal, um guerreiro Fremmennik imortal sem conhecimento nenhum a respeito do seu passado. O jogador o ajuda a descobrir seu passado durante a minimissão Distúrbio de Koschei, onde ele se revela um poderoso Mahjarrat neutro, que defende a paz de sua espécie. Por ter interagido por muito tempo com a cultura Fremmennik, ele teve sua aparência levemente alterada.

HistóriaEditar

Chegada a GuilenorEditar

Kharshai, como todos os Mahjarrats, veio do mundo de Freneskae, onde o caos está sempre presente, e eles estavam sob constante ameaça da deusa anciã Mah, a criadora dos Mahjarrats e das outras tribos. Eles precisavam realizar Rituais do Rejuvenescimento de tempos em tempos para se manterem vivos.

Na Segunda Era, Icthlarin, o deus Menaphito dos mortos, junto de sua irmã Amascut, a deusa da destruição, viajaram para Freneskae em tentativa de procurar aliados para derrotar o exército de Zaros, que havia invadido suas terras e os estavam derrotando. Prometeram mais grande respeito e influência se estes se tornassem seu seguidor e seguirem para Gielinor.

Kharshai era o mais contente com a ideia de finalmente deixar Freneskae, uma terra de conflito constante e ir a Guilenor, um lugar onde os Mahjarrats poderiam alcançar a paz entre si e prosperar.

Entretanto, alguns mahjarrats recusaram a proposta, gerando uma batalha interna entre a espécie, tendo posteriormente, os Mahjarrats a favor da ida à Gielinor vencido. Após a morte de Salisard e sacrifício de Abrogal, os Mahjarrats começaram os preparativos para ir a Guilenor, junto dos dois deuses do Panteão Menaphita.

Antes que os Mahjarrats pudessem se preparar para ir, houve uma erupção em Freneskae que os forçou a evacuação imediata de lá. Kharshai e cerca de outros 500 de sua raça seguiram para Guilenor.

Os Mahjarrats foram de grande ajuda na subjugação do exército Zarosiano, virando o jogo a favor dos Kharidianos e Menaphitas. Kharshai e os outros de sua espécie receberam títulos valiosos, e forçaram Zaros e seu exército a recuar para o norte. Ichtlarin e os deuses do Panteão Menaphita possuíam a batalha vencida com os Mahjarrats ao seu lado.

Servindo a ZarosEditar

Depois de algum tempo servindo Ichtlarin, quando os Menaphitas estavam perto da vitória, os Mahjarrats começaram a se sentir insatisfeitos, e Sliske, após brigar com Icthlarin, resolveu articular uma traição e se unir a Zaros.

Zaros, percebendo o potencial dos Mahjarrats, declarou entender as necessidades dos Mahjarrats e pediu para que Kharshai e o resto de sua espécie se juntasse ao seu império. Começou-se outra confusão entre os Mahjarrats, mas desta vez, por não haver um Local do Ritual em Guilenor, logo, não haveria maneira para que eles se rejuvenescessem naquele mundo.

Azzanadra explicou à Zaros o que era o Ritual do Rejuvenescimento, e este se ofereceu para criar um Local do Ritual, e afirmou que tinha interesse em ver o ritual ocorrer. Depois de realizado, Zaros os sugeriu que fizessem o Ritual apenas a cada 500 anos, para evitar sacrifícios desncessários, ou que todos morressem por falta de poder.

Após a ajuda de Zaros, Kharshai e a maior parte dos Mahjarrats concordaram em se unir a ele, modificando completamente o rumo da guerra, que outrora já estava 'vencida' pelos Kharidianos.

Quando Tumeken, pai de Ichtlarin, ficou a par da traição dos Mahjarrats, ele ficou completamente furioso, e amaldiçoando a existência dos Mahjarrats, proclamou que faria um último sacrifício em prol dos Menaphitas. Em seguida, ele canalizou uma grande explosão, morrendo no processo e esfacelando parte do seu próprio exército, a fim de matar todos os Mahjarrats. Azzanadra rapidamente criou uma pequena barreira mágica para proteger a si e aos Zarosianos, abrigando cerca de 50 outros de sua espécie, incluindo Kharshai, que futuramente, recebeu o cargo de Investigador, uma importante função no Império de Zaros.

Traição de ZamorakEditar

Com o passar do tempo, a relação entre Zaros e muitos Mahjarrats foi se desgastando, principalmente devido à sua ausência e suas falsas promessas. Pelo fim da Segunda Era, seu Legatus Maximus, Zamorak, com posse do Cajado de Armadyl e da Pedra de Jas, começou a articular uma rebelião surpresa contra Zaros, a qual Kharshai teve de investigar, visto que este era seu emprego.

Este evento em particular ocorre durante Filhos de Mah ícone Filhos de Mah, e os acontecimentos variam conforme as opções do Jogador. Na Sala do Trono de Zaros, durante uma convocação do próprio Lorde Vazio, Kharshai coleta informação a respeito de quem estaria por trás de um possível golpe de estado, ao interrogar os presentes e investigar símbolos e objetos suspeitos no local. Após coletar informações, o Investigador descobre que quem está por trás da traição é o Legatus Maximus Zamorak, e Kharshai tem a opção de revelar isso a Azzanadra, ou se manter omisso. Poucos segundos depois, Zamorak e seu esquadrão invadem a sala do trono, dando ao Investigador a opção de se unir aos traidores, ou se manter fiel a Zaros. Seja qual for a opção do jogador, Zamorak finca o Cajado de Armadyl em Zaros, expulsando-o desta dimensão e sugando toda sua energia, se tornando o novo deus do caos.

Após a "morte" de Zaros, o demônio Thammaron teleportou Zamorak ao Infernus para que ele cumpra sua parte no trato da aliança na queda de Zaros. Enquanto Zamorak estava em outro plano, Saradomin confiscou a pedra de Jas e Armadyl, o Cajado de Armadyl.

KoscheiEditar

Defendendo Rellekka dos DaggannothsEditar

Atenção: os eventos a seguir ocorrem durante Missão Terror das Profundezas

Recuperando as memóriasEditar

Atenção: os eventos a seguir ocorrem durante Distúrbio de Koschei

Sacrifício de MahEditar

Atenção: os eventos a seguir ocorrem durante Filhos de Mah ícone Filhos de Mah

Círculo Filhos de Mah

Note que Kharshai está no centro, entre os Zamorakianos e os Zarosianos, demonstrando uma posição neutra no círculo.

Zemouregal sequestra Kharshai

Zemouregal sequestra Kharshai, como uma 'garantia' de sacrifício caso Zaros os traia, em Freneskae.